Na Mídia

Publicação: Casar e viajar: a combinação perfeita!

Fonte: Utilità

Casar e viajar: a combinação perfeita!

- 05 de junho
sueellen-interna.jpg

Fernando de Noronha sempre foi um destino listado na minha wishlist. Entre tantos lugares lindos que temos no Brasil, ele é um que eu sonhei em visitar.

Nosso primeiro encontro aconteceu sem planejamento, despretensiosamente. Precisei acompanhar um grupo de clientes a uma feira de turismo em Natal, e a viagem pré-evento era para Fernando de Noronha. Quando, na época, fui escalada para essa viagem, pensei em desistir pois a ideia de entrar em um avião um pouco menor do que os convencionais me apavorava (acreditem, já tive pânico de avião!), mas segui em frente e vivi ali fantásticas experiências.

A cada lugar novo que eu conhecia, a cada restaurante que eu visitava, a cada golfinho que avistava, eu pensava o quanto eu precisava voltar àquele lugar, o quanto eu queria mostrar cada cantinho daquela ilha para o meu marido.

Meu desejo de voltar a Noronha morava ao lado do meu desejo de casar novamente. Se tem duas coisas que amo fazer nessa vida, são casar e viajar. E por que não viajar e casar? Foi assim que surgiu a ideia de presentear meu marido com uma viagem a Noronha, para comemorar nossos 5 anos de casados, no mês das noivas em 2015.

O desejo de casar era real, mas, como já diz aquele ditado, “casa de ferreiro, espeto de pau”. Com tantas viagens e casamentos para organizar, não sobrava tempo para tirar do papel as nossas bodas de madeira.

Os dias foram passando e, quando notei, já estava a 5 dias do embarque. Foi quando percebi que havia deixado escorrer pelas minhas mãos a vontade de realizar um sonho e resolvi bater meu recorde pessoal: organizar um casamento em Fernando de Noronha em 5 dias!

Abri o Pinterest e fui atrás de inspirações para o vestido. Liguei para a primeira costureira, e claro, ela não tinha data! Fui para o segundo contato, que me atendeu prontamente. Fotos, medidas, escolha do tecido, e agendada a minha prova e retirada do vestido em 4 dias. Sim, teríamos uma noiva! Mas, para casar, é preciso igreja e padre!

Entrei em contato com a capelinha e agendei. Dia 14. O mesmo dia que casamos pela primeira vez. Dessa vez, teríamos como testemunha apenas o pôr do sol. Noiva, noivo, vestido, padre e capelinha. Era preciso registrar essa experiência! Faltava o fotógrafo! Entrei em contato com o Marcelo, morador da ilha, fotógrafo e um querido, que prontamente aceitou registrar aquele dia tão importante.

No dia agendado, embarcamos para Noronha com vestido a mão e um desejo enorme de vivenciar dias mágicos. A época de chuva nos presenteou com finais de tardes chuvosos, exceto no dia 14 de maio de 2015, quando fomos brindados com o único pôr do sol entre os 5 dias de viagem.

E foi assim que casamos em Noronha, com uma cerimonia organizada em 5 dias e com o pôr do sol como nossa única testemunha! Ah, o melhor foi poder aproveitar a lua de mel sem precisar mudar de cidade!